domingo, 18 de junho de 2017

É assim...


Um abraço que com o tempo amadureceu

E transformou-se em solidário por nossos temores

Amparados fomos a nossos valores espirituais

Deu-nos a esperança travestida em coragem

Para novas atitudes quanto às perdas que choramos

Uma suavidade na música que nos acarinha

Na coerência do gesto do querer em nós

Dos sentimentos brotam a esperança do amor

Que no silêncio enraíza-se em total cumplicidade

Gerando confiança, maturidade e carinho perfumados

Com aromas do ontem, do hoje e do amanhã.


Célia Rangel


8 comentários:

  1. Célia ficou perfeito, sim linda um abraço sincero é muitas vezes tudo o que precisamos, e que falta faz este abraço, obrigada linda por me proporcionar estes momentos ímpares, bjos

    ResponderExcluir
  2. Lindo abraço que foi crescendo naquilo que podia e soube com cumplicidade do amor abraçar... Adorei! bjs, chica

    ResponderExcluir
  3. Olá, Célia.

    Muito bom. Que mais dizer? De fato: "É assim..."

    Um abraço e uma boa semana.

    ResponderExcluir
  4. Esses são os afetos que precisamos, transmitidos por um abraço; e quanta coisa mais poderíamos dispensar!!
    Deixo então o meu abraço, desse que falas!

    ResponderExcluir
  5. O abraço: o lugar onde aceitamos ser felizes sem qualquer condição...
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Querida Célia, quantos abraços foram importantes em nossas vidas e fez bem ao nosso coração.Felizes quem tem boas recordações mesmo que adormecidas. Lindo poema.
    Abraços, um anoitecer feliz e um amanhecer para um início de semana de muita paz e saúde. bjuss

    ResponderExcluir
  7. Ual!
    Célia que lindo texto.
    Adorei esse final:
    "Com aromas do ontem,
    do hoje e do amanhã."
    Bjins querida.
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.