quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Tempos Bicudos...


ÁRVORES

JOYCE KILMER

Sei que nunca verei
poema mais belo e ardente,
do que uma árvore;
uma árvore que encerra
uma boca faminta
aberta eternamente
ao hálito sutil e flutuante da Terra.

Voltada para Deus todo dia,
ela esquece os braços
a pender de folhas,
numa prece.

(...)

A chuva vive na mais doce
intimidade do tronco,
a se embalar nos galhos seus.



- Fico observando notícias do Planeta, e pensando... quando o homem perceberá que não deve, não pode interferir na Natureza? A resposta está nos furacões, nos terremotos, nas estiagens prolongadas, na poluição causando um ar irrespirável e incêndios por toda parte... Árvores são os pulmões naturais! Não adianta um dia para comemorar - 21 de setembro - se nos demais não nos importamos...

Célia Rangel. 

14 comentários:

  1. Linda a poesia e mais do que perfeito grito, o alerta ao final que deste. Nada adianta festejar sem respeitar! bjs, lindo dia! chica

    ResponderExcluir
  2. Olá, Célia.

    Até quando, os gritos de socorro da natureza, não vão encontrar eco nos corações desumanos? Triste humanidade insana.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Partilha espetacular! E o grito de socorro aos indivíduos que vivem a destruir nossa vida, pois natureza é a própria vida, é a nossa subsistência em todas as dimensões.
    Beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
  4. Partilha espetacular! E o grito de socorro aos indivíduos que vivem a destruir nossa vida, pois natureza é a própria vida, é a nossa subsistência em todas as dimensões.
    Beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
  5. Querida Célia, aqui vejo uma real e verdadeira observação sobre os maus tratos do homem para com a Natureza que deseja seu espaço de volta e ai está o resultado, nos terremotos , furações e outras catástrofes que vemos sempre mundo à fora.
    Bjs no coração amiga!

    ResponderExcluir
  6. É amiga cada vez que interferimos a natureza responde.
    O ser humano quer tudo rápido demais sem pensar no amanhã.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  7. Boa noite, querida Célia!
    Que linda e sutil intimidade que a todos encanta e faz feliz árvore e chuva!
    Seja feliz e abençoada!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  8. É verdade, as árvores são essenciais para o equilíbrio ambiental do planeta.
    Magnífico poema, gostei muito.
    Bom fim de semana, amiga Célia.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  9. Não podemos desanimar Célia, temos de continuar a ensinar...
    Afinal, temos muitos ecologistas e amigos da floresta...
    Vós tivestes a Marina que fez um ótimo trabalho reconhecido
    a nível internacional...
    A minoria alienada ou gananciosa tem de ser desmascarada...
    Uma Primavera agradável, com árvores mais saudáveis do que
    os políticos.
    Abraço
    ~~~

    ResponderExcluir
  10. Uma linda forma de gritar pela natureza com um poetizar elegante e muito bem inspirado em construção do pensamento cuidador.
    A natureza espera uma tomada de consciência de todos, pois que a degradação é crescente e incisiva irresponsavelmente.
    Meu terno abraço Célia.
    Bjs de paz amiga e que possamos acordar.

    ResponderExcluir
  11. Deixemos sempre bons exemplos...e o amor à natureza deve sempre ser transmitido para os pequenos.
    Adorei o seu espaço Celia...conheci através da querida Chica.
    abraços meus.

    ResponderExcluir
  12. Uma ótima escolha para estes "tempos bicudos".
    Nenhum território está imune às sequelas que os crimes ambientais provocam. Tenhamos fé nas novas gerações.
    Bjinho, Célia

    ResponderExcluir
  13. O homem tem que mudar sua atitude com relação à natureza. As árvores, flores, frutos e os animais pedem socorro constantemente. Essa sua poesia é um alerta, um chamado para que preservemos nossa vida.
    Beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
  14. Amiga, o ser humano destrói seu próprio ambiente. A mudança tem que acontecer já. Parabéns querida. Obrigada amiga pela visita e o comentário que deixou. Amo suas visitas, saibas que serás sempre bem vinda aos meus blogs. Tenha um abençoado fim de semana. Abraços

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.