quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Assim...


Brindo a vida, não importa como...

Uma música, uma dança, uma bebida ou, uma oração,   

uma boa companhia, um olhar, ou mesmo só,

brindo dando um realce ao meu existir

degustando de uma bela taça, a Vida...



O poeta se liberta com palavras.

Libertemo-nos brincando com as mesmas.

Amo a noite. A calma. Não se ouve nada.

Um vazio pleno e fértil.

De repente, ouve-se algum ruído de alguém,

perdido em altas horas embriagando-se com suas tristezas.



Na penumbra do pensamento embalo dedos em um teclado,

dele extraio poemas que fazem dueto com minha alma amante.

Penso que Deus me olha e diz:

- quanta maluquice de vida em um ser somente...

Ainda assim,

Refaço sempre, mais e mais, a loucura de amar em mim, você.


Célia Rangel






7 comentários:

  1. Assim... você construiu um dos mais lindos poemas que li aqui! E no silêncio, coisa aliás que adoro. Um silêncio, ausência de sons.

    "O poeta se liberta com palavras.
    Libertemo-nos brincando com as mesmas.
    Amo a noite. A calma. Não se ouve nada.
    Um vazio pleno e fértil."
    Aplausos, Célia!
    beijo.

    ResponderExcluir
  2. Muito bonita inspiração neste proceder assim,
    determinadamente no prosseguir embalando a mente,
    brindando as emoções nas cordas de uma viola, que
    derrama notas suaves pela madrugada como blindagem da solidão.
    Linfo fechamento Célia.
    Um maravilhoso fim de semana com a alegria companheira.
    Meu terno abraço amiga.
    Bjs de paz no coração.

    ResponderExcluir
  3. Que lindo,Célia...Amar a vida, brindar momentos,brincar pela vida, com palavras e ações...Lindo modo de viver! beijos, chica

    ResponderExcluir
  4. "O poeta se liberta com palavras"
    É bem verdade...
    Gostei muito do seu poema, é magnífico.
    Bom fim de semana, amiga Célia.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  5. Olá, Célia.

    Viva a vida! Viva a poesia! Como é, como for, como der... Sempre, viva!

    Um abraço e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  6. Brindar é estar em comunhão;
    É ter vida e viver como Deus quer;
    É partilha de tudo em Oração;
    É amar por tudo o que vier;
    É doar como sente o coração...


    Beijo
    SOL

    ResponderExcluir
  7. Você absorve os momentos para escrever seus lindos poemas! Beijos

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.