segunda-feira, 20 de novembro de 2017

A Foto


Um flash do meu olhar,
Gravou uma foto sua.
Imagem...
Escaneada pela minha íris,
Arquivada em minha mente,
Povoa meus pensamentos,
A todo instante revelo-a.
E no porta- retratos do coração,
Habita terna e eternamente...
O encontro foi cultivado.
O encanto perpetuado.
O amor...
Na aura do mais profundo sentimento.

Célia Rangel







9 comentários:

  1. Lindo,tocante...E quando a foto fica registrada no porta retratos do coração a coisa fica séria. LINDO! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Nosso olhar é uma máquina fotográfica fiel e que capta as belezas da natureza, da vida e do amor. Amei essa poesia linda e profunda!
    Beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
  3. Bom dia

    Deixo os meus parabéns pelo seu fresco e encantador blogue. Gostei muito dos temas/poemas aqui expostos. Fiquei seguidor
    .
    Deixo cumprimentos
    .

    ResponderExcluir
  4. Ficou no olhar. E nunca mais sairá do coração.
    Muito belo, Célia!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  5. Lindo, os versos sentidos, a imagem gravada na mente perpetuando o amor!
    Abraços querida Célia!

    ResponderExcluir
  6. Os maiores e melhores momentos são sempre captados pelo flash do nosso olhar! Adorei o poema!
    Tenha uma boa terça feira.

    ResponderExcluir
  7. A massa cinzenta é a melhor e mais duradoura moldura. Abraços, Célia.

    ResponderExcluir
  8. Bonito isso, Célia: "no porta- retratos do coração", onde ficam guardados os afetos queridos, as mais doces imagens...

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  9. Quando os sentimentos são verdadeiros e lindos, se perpetuam, não há dúvidas, Célia. Muito tocante.
    Beijo.

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.