sábado, 17 de fevereiro de 2018

O SOL

Poderoso. Radiante. Iluminador.
Tem seu momento de astro-rei,
Lidera todo o Universo. Contagia!
Aquece. Fortalece. Elimina. Mata.

Brilha intensamente nos semblantes,
Indivíduos já desfalecidos de cor
Bronzeiam-se. Sinônimo de
vitalidade, saúde e beleza.

Seu espaço é total.
Chega instala-se e só se vai,
Com a presença da amada lua.
Que mansamente toma o seu lugar.

Para emoldurar tanta magia,
Traz um arco-íris em seu colorido,
Faz e desfaz das gotículas da chuva,
E no espaço aguarda um novo amanhecer!

Tem o homem que aprender,
A usar da Natureza.
Pois na certa a cobrança,
Chegará (chegou...) com certeza!


Celia Rangel


17 comentários:

  1. Lindo alerta e com certeza JÀ CHEGOU! beijos, chica

    ResponderExcluir
  2. Lindo poema que retrata a beleza e a imponência do sol!
    Tenha um ótimo fim de semana.

    ResponderExcluir
  3. Querida Célia, uma linda poesia e uma grande lição. como seria bom que o ser humano cuidasse mais desse planeta, da mãe natureza, porque até o astro rei o sol, está envelhecendo e sofrendo. Nós é que perdemos muito com isso. Abraços querida, bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  4. «Ou se tem chuva e não se tem sol,
    ou se tem sol e não se tem chuva!»

    Mas o Sol está sempre lá velando por nós...

    Beijinho.

    ResponderExcluir
  5. Olá, querida amiga Célia!
    Vitalidade, saúde, beleza... poetar com vida agradecendo o nosso astro rei.
    Seja muito feliz e abençoada junto aos seus amados!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  6. Célia: que essa leveza expressiva brilhe sempre em nossos corações.
    Que suas palavras sejam abençoadas!!!
    abraços meus.

    ResponderExcluir
  7. Muito bonito, Célia, uma homenagem ao irradiante sol, que seria do mundo sem ele? (não existiria) e a misteriosa lua, magnífica esfera prateada a oferecer-se sempre aos poetas!
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  8. Bom dia. Como classificar tanta beleza poética? Talvez com uma palavra: BRILHANTE.
    .
    * Aroma da papoila ... E a outra face do sentimento *
    .
    Inicio de semana feliz.

    ResponderExcluir
  9. Bom dia, Célia! Excelente poema ao sol, fonte de vida e de calor.
    Uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Uma homenagem e alerta em forma de poesia.
    Um poema brilhante, adorei!
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  11. Que linda poesia. O sol também pertence a natureza, e também pode fazer cobranças! beijos

    ResponderExcluir
  12. OI CÉLIA!
    SEM DÚVIDA JÁ ESTÁ CHEGANDO PORQUE O HOMEM CONTINUA A DESTRUÍ-LA E MESMO ASSIM DEPOIS DA CONSCIENTIZAÇÃO, POR MUITO TEMPO "ELA" AINDA ESTARÁ RESSENTIDA CONOSCO.
    LINDO E IMPORTANTE TEUS ESCRITOS.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Bom dia Célia! Gostei do seu grito contido no poema, a natureza é mãe de todos os astros,e todos merecem o devido respeito, e com certeza cobram os descasos!
    Tenha um ótimo findi!

    Abrçs!

    ResponderExcluir
  14. A natureza criada por Deus é maravilhosa! O homem colocou as mãos e estamos passando por isto! Beijos

    ResponderExcluir
  15. As contradições do sol são fascinantes!
    Grande abraço Célia! Ótimo final de semana!

    ResponderExcluir
  16. E muito temos a aprender com os movimentos tão belos e síncronos, que faz magias em belezas que teimamos em não ver.
    Linda e critica perfeita no convite à sensibilidade.
    Bjs amiga

    ResponderExcluir
  17. Está perfeito, Célia!

    Ainda em recesso, fiz uma volta para cumprimentar amigos.

    O meu abraço, Célia.
    ~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.