sexta-feira, 23 de março de 2018

Atrevimento ou Amnésia?


Se caráter exalasse, qual seria o odor da sociedade?
Esquartejamento de cidades tidas maravilhosas...

Seres humanos com as mesmas dores e anseios
Amedrontados! Degolados!
Estuprados na dignidade.

A cor e o calor do sol que dá vida à natureza
Perdem-se no frio da hostilidade!

Poder, egoísmo, fraudes, subversão, corrupção,
Medo, desigualdade, ressentimentos esfriam as relações humanas.

Urge abrir meu mundo para você fazer parte dele com dignidade...
Experienciar-me como pessoa no outro – dar permissão para isso acontecer...
Compartilhar a magia da intimidade: sentimento, pensamento e diálogo.

Olhar morro e planície em um só plano, não o mercadológico e ostensivo,
Mas o da plenitude sábia da coexistência pacifica.
Igualdade... Onde se esconde?

Filhos de um mesmo Pai... Ou não?


Célia Rangel


19 comentários:

  1. Palavras sentidas e profundas.
    Infelizmente a desigualdade cada vez é maior e a pobreza estrema acabam por fazer realçar o lado mais negro do ser humano.
    Bom fim de semana
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  2. Boa noite!
    Apreciando sua linda postagem e deixando essa reflexão.
    Deus não nos deu asas, mas nos dar forças todos os dias pra que aprendamos a voar! Sempre existe um amanhecer onde Deus renova nossas forças para prosseguir. Peço a Deus que amanhã nada de ruim aconteça em nossas vidas, sejamos confiantes no amor de Deus. Bom fim de semana

    ResponderExcluir
  3. Olá, querida amiga Célia!
    Dá pena ver tanta crueldade realizadas por nossos irmãos, filhos do mesmo Deus e que se distanciaram dos seus Ensinamentos que geram vida e felicidade autêntica.
    Seja muito feliz e abençoada junto aos seus amados!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  4. Bom dia. Adorei ler este seu poema tão profundo. Parabéns :))

    Hoje:- [Poetizando e Encantado] Criança que quero ser...

    Bjos
    Votos de um Sábado Feliz.

    ResponderExcluir
  5. Profundas, lindas, tão verdadeiras e fortes tuas palavras. E a situação nos faz mesmo assim pensar! Lindo te ler! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  6. Bom dia Célia,

    Permita-me assina contigo, é duro de suportar tudo isto, estamos à mercê de toda sorte de maldade e indiferença, o cidadão de bem a viver engaiolado qdo não é atingido dentro da própria casa por invasão dos meliantes. Esses desumanos não tem Deus no coração tem arma na mão e droga na cabeça.
    Parabéns pelo seu oportuno grito.
    Votos de um findi com muita paz e proteção de Deus!

    Tive problema com meus blog, estava dando erro, deixando meus links ativos:

    afetocolorido.blogspot.com.br

    http://pensandoempoesia.blogspot.com.br

    http://aparaibaesuasbelezas.blogspot.com.br


    E este criado recente :http://eucontoparavoce.blogspot.com.br

    Abraço!

    ResponderExcluir
  7. O teu Poema é um Tratado sobre a dignidade e estado da Sociedade; também um grito de revolta.


    Beijo
    SOL

    ResponderExcluir
  8. Um belíssimo poema, cheio de significado relevante para todos nós!
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  9. Igualdade de vida, caríssima Célia? Creio de não, não dá. Entre um e outro? Difícil, também. No viver em sociedade, é obrigatória. Somos iguais!
    Grande abraço, querida amiga!

    ResponderExcluir
  10. Querida Célia, sempre vamos nos sentir afrontados com tantas atrocidades, nem dá mais para se fazer um apanhado de tudo e distinguir o bem do mal, as sensações muitas vezes nos mostram isso, mas mesmo assim queremos ainda crer que somos nós a fazer mau juízo, mas não, as energias estão aí, ainda creio no bem, tanto que aqui leio algo que fez a poetisa perceber e nos dar em versos a indignação de ver o mal em expansão!
    Que pena que é assim, que pena!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
  11. Perfeito!
    Sabe, Célia, eu não creio em igualdade no nosso país e em outros tantos. Para isso teríamos de ter outro tipo de político e instituições fortes, éticas e com moral pra dar e vender. Acontecerá isso por aqui? Não saberia dizer se é possível - para não ser pessimista...Quem sabe para outras gerações - bem mais longe.
    beijo. Um bom domingo.

    ResponderExcluir
  12. De facto, os valores éticos andam pelas ''ruas da amargura'',
    mas não podemos jamais desistir de os transmitir.
    Só os inteletuais bem formados, entre eles os educadores, os
    escritores e o clero dispõem de condições para o fazer.
    Gostei deste poema de intervenção social.
    Abraço, estimada Célia.
    ~~~~

    ResponderExcluir
  13. Bom dia. Palavras saidas da alma a merecer profunda reflexão para quem as lê. Por exemplo para... mim.
    .
    * Mulher de Pedra, dormindo entre a Verdura. (Poetizando e Encantando). *
    .
    Domingo feliz
    Cumprimentos poéticos.
    .

    ResponderExcluir
  14. Célia bom dia.
    Mulher esse seu poema é o grito
    preso na garganta de todos nós.
    Lindo, real e poético.
    Feliz domingo.
    Bjins e/ou Abraço
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
  15. Um texto para reflexão. Realmente quem quer viver com dignidade tem que inventar um caminho e às vezes reinventar-se para seguir em frente... Gostei muito, Célia.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  16. Um mundo cão, minha amiga, aquele em que vivemos! Muito triste! O vosso/nosso Brasil parece estar em fase de auto-flagelação. Muito triste!

    Beijinhos solidários.

    ResponderExcluir
  17. Querida Célia ler seu texto e mergulhar numa profunda reflexão sem dor para entender este mundo deformado em que vivemos. O bem subjugado ao mal, uma selva de animais famintos e desorientados. A lei do poder do dinheiro estraga qualquer sociedade Célia e sendo assim uma sociedade viciada não nos dá muita esperança, exceto esta mania de crer, de esperançar por um mundo melhor,igual e justo, mas é um sonho amiga.
    Excelente tema abordado com clareza.
    Meu carinhoso abraço e que Deus nos proteja.
    Bjs de paz amiga.

    ResponderExcluir
  18. Célia,

    Profunda reflexão. Infelizmente reflete bem a sociedade em que vivemos.

    Conheci seu blog através do blog da Diná, se quiser conhecer o meu, seja muito bem-vinda!

    Abraços,
    Simplicidade e Harmonia

    ResponderExcluir
  19. Minha amiga, como está difícil viver! Ninguém entende mais ninguém ou não quer entender? Boa noite querida

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.