terça-feira, 3 de abril de 2018

Nave Amorosa



Astronauta dos seus olhos viajo e,
Vejo que a terra também é azul.
Há anos assim foi vista!
Seus olhos são azuis,
Há anos também existem...

O céu é azul.
Meu infinito é azul.
Meus olhos colorem-se entre
O azul céu e o esverdeado mar.

Combinam-se cores, palavras e afetos...
Nossos pensamentos são azuis.
Uma vida assim... tão azul,
Não haverá nuvem cinzenta que a descolorirá.

Amamos em azul, cantamos em azul, vestimos azul...
Tudo pode ser... como não ser...
Depende apenas da nossa ótica...

Há uma realidade que se impõe
Mas nossa inteligência pode mudá-la
Claro que, para melhor.

Sabe aquela criança interior?
Pura, simples, autêntica?
Precisamos conviver melhor com ela...
É onde reside toda nossa força.

Viver, sim, sem nos atormentar.
Brincar, rir, poetar, amar e ser amado/a...
Assim, faremos momentos, inesquecíveis,
Entre o seu azul e o meu esverdeado olhar.

Célia Rangel



15 comentários:

  1. Olá, querida amiga Célia!
    Inteligência emocinal para mudar o que podemos... aceitar o que não podemos e coragem para relativizar muita coisa ao nosso redor e dentro de nós.
    Um poema com grande mensagem de reflexão, como sempre lhe é comum!
    Seja muito feliz e abençoada nesta Oitava de Páscoa junto aos seus amados!
    Bjm festivo de paz e bem

    ResponderExcluir
  2. Muito bonito! Lembro que há muitos anos ao nos encontrar com alguém aqui no sul, muitos perguntavam:
    - Oi, como vai você, tudo azul?
    O azul era nota 10, e respondíamos: Tudo azul! (o azul significava tudo perfeito.
    Gostei de relembrar isso.
    Beijo, dias azulzinhos pra você, Célia!

    ResponderExcluir
  3. Gosto do azul, mas adoro a cor vermelha, desportivamente falando. Gostei muito de ler a sua publicação.
    .
    * Promessas de Amor em Versos Poéticos *
    .
    Deixando um abraço

    ResponderExcluir
  4. Quanta leveza e tão leve, bom se se ler!Adorei ...Parabéns! bjs, chica

    ResponderExcluir
  5. «O meu olhar azul como o céu
    É calmo como a água ao sol.
    É assim, azul e calmo,
    Porque não interroga nem se espanta ... »

    Alberto Caeiro

    Beijinhos azuis.

    ResponderExcluir
  6. Palavras tão belas como o azul do céu.
    Vamos sim, viver com alma e coração a vida.
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  7. É um poema belíssimo, estimada Célia Rangel!
    Ainda não conheci uma pessoa que não gostasse
    dos tons citados.
    Está perfeito, mas encantei-me com a penúltima
    estrofe: «É onde reside toda nossa força»
    Dias aprazíveis, poetisa.
    Abraço.
    ~~~

    ResponderExcluir
  8. Que lindo, tanto azul por aqui, me deslumbrei em sentir a energia positiva dessa cor!
    Adoro o azul, a vida tem como inspiração as belezas percebidas pelo olhar, tato, cheiros, sabores infindos, sons dos ventos, das águas do mar, enfim, aqui sempre encontro poemas inspirados!
    Lindo demais, amei ler querida amiga poetisa Célia!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
  9. Lindas palavras da cor do céu e da minha preferida cor. Adorei seu poema. Boa semana e beijos com carinho

    ResponderExcluir
  10. Bom dia. Sempre com textos que me encantam. Parabéns :))

    Hoje:- "Caminhada, entre sentidos e rimas"
    -
    Bjos
    Votos de uma feliz Sexta-Feita

    ResponderExcluir
  11. Minha cor preferida é o azul! Poema lindo, como queria que fosse minha vida! Bom dia minha amiga!

    ResponderExcluir
  12. Olá Célia! Que linda poesia! Cor do céu azul, perfeito poema. Abraços, tenha um bom dia!

    ResponderExcluir
  13. Olá Célia, que belo poema, que imagem perfeita para estes primorosos versos, gosto imenso das duas cores.
    Boa tardinha votos de uma feliz semana.

    ResponderExcluir
  14. Que lindo! Continue assim, porque do contrário só pioramos! Amo azul, minha cor favorita! Grande beijo

    ResponderExcluir

Seu comentário evidencia o seu 'pensar'.
Saiba que aprendo muito com você.
Obrigada, meu abraço,
Célia Rangel,
Autora responsável pelo blog.
Obs.: NÃO POSTAREI COMENTÁRIOS ANÔNIMOS.